Um pouco da história da Vila Assunção

Imagem

Cortado pela Pereira Passos, a Avenida Guaíba tratava-se, inicialmente, de um
estreito acesso ao interior da chácara de José Joaquim Assunção, primeiro proprietário
dessa região, dando o seu nome ao bairro. A chácara compreendia quase toda a Ponta do
Dionísio, área hoje ocupada pelo Clube Veleiros. Nessas terras, primeiramente foi
instalada uma charqueada, depois tornou-se uma olaria, inicialmente movida por tração
animal e, mais tarde, passou a ser movida a vapor. Havia também um espaço destinado
à plantação e criação de animais. No local também funcionava uma pedreira.

E foi essa pedreira que forneceu material para a construção do cais do porto. Em
função disso, o município destinou à região um trem, que tinha como objetivo
transportar não só as pedras, mas também as mercadorias para região.

Na época, o proprietário da área, José Assunção, instaurou grande polêmica junto às
autoridades, tendo em vista o projeto do governo em passar a área da pedreira para o
domínio do Estado, além do local ser considerado excelente para depósito de dejetos.
Em 1937, a viúva do proprietário, Filisbina Assunção, fez um acordo com a empresa Di
Primo Beck, que realizaria a urbanização de parte da região, desde que fosse destinado
parte do loteamento para família, nascendo a Vila Assunção. Em 1959, o bairro é
oficializado como tal.

Com a abertura de vias de acesso e conseqüente implantação de transporte
público, o bairro se desenvolveu bastante. Atualmente, caracteriza-se por sua
arborização, e por ser essencialmente residencial. A denominação de suas ruas
homenageia os índios Tupi-Guarani, bem como personagens de nossa história.

 

Fonte: Centro de Pesquisa Histórica vinculada a Coordenação de Memória Cultural da

Secretaria Municipal de Cultura.

Anúncios

Sobre Jac Sanchotene

Trabalhadora da Cultura, formação em Ciências Políticas e Econômica, Mãe da Greta, coordenadora do Movimento Viva Gasômetro.

Publicado em junho 21, 2012, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: